Ubatuba participa do seminário Investe Turismo

Ubatuba participa do seminário Investe Turismo

Evento destacou a capital e o Litoral Norte como destinos

O secretário de Turismo de Ubatuba, Potiguara do Lago, participou do 1° Seminário Investe Turismo, realizado pelo Ministério do Turismo (MTUR), Embratur, Sebrae-SP e governo do Estado de São Paulo, que aconteceu na manhã da última segunda-feira, 30 de setembro, na sede da Secretaria de Turismo do Estado.

O objetivo principal do Programa Investe Turismo é acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade em 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil, com foco na geração de empregos. O investimento inicial será de R$ 200 milhões. Em São Paulo, a rota beneficiada é composta pelos municípios que integram o Consórcio do Litoral Norte (Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Bertioga) e a capital paulista.

“A participação de Ubatuba foi muito importante porque estamos compondo as ações do Circuito Litoral Norte e trabalhando em conjunto, investindo em ações regionais – de marketing e branding – e são essas ações que vão se desdobrar com base em um planejamento orientado Sebrae, que prestará serviços, como capacitações para o trade, melhoria da marca, do atendimento e mão-de-obra, aprimorando a imagem do destino como um todo. São 30 milhões em investimentos via Sebrae”, explicou Potiguara do Lago.

“A nossa secretaria compreende que é dever, obrigação e objetivo central, nosso e de qualquer secretaria de Turismo, promover o fluxo turístico. Nosso objetivo aqui é manter, incrementar e requalificar o fluxo turístico – esse é nossa principal meta”, destacou o secretário-executivo da secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, Marcelo Costa.

Ele ainda destacou a estratégia baseada em parcerias com outras secretarias, por exemplo, o Esporte, como elemento fundamental para atração do Turismo com os eventos que a pasta pode proporcionar e salientou a união das secretarias a fim de viabilizar a captação dos turistas através do trabalho do Esporte. Em seguida, fez o mesmo paralelo com a cultura, enfatizando, por exemplo, a valorização do setor gastronômico.

Representando o Ministério do Turismo, Aluizer Malab falou sobre o potencial turístico do Estado, que recebe cerca de 50 milhões de turistas por ano. Porém, comentou que, apesar dessa vocação para o Turismo, São Paulo não é conhecida em muitos lugares como um destino turístico – fala-se em São Paulo como destino de negócios. Mas fez questão de valorizar São Paulo como um destino vasto de entretenimento, seja de aventura, religioso, sol e praia. “São Paulo tem tudo e de bom nível”, afirmou.

“O seminário é simplesmente um momento de promoção e de divulgação. Tem várias ações que já estão sendo trabalhadas, mas o Investe trouxe uma possibilidade de um diagnóstico que, a partir dessas 30 primeiras rotas, com um contato e uma matriz de governança entre federação, estados e municípios, que nos deu uma capilaridade muito grande. Todos estados e municípios que tem o turismo como atividade prioritária no seu destino, trabalham muito, mas de forma desordenada. Somos pontos soltos e isso não forma uma imagem nunca. Iremos formar uma imagem sólida de pais competitivo, externa ou internamente, que tem um grande potencial, combatendo o custo do Brasil.  Precisamos tornar mais viável a possibilidade de viajar dentro do território, valorizando o turismo e o lazer como um direito. E é preciso maturidade de entender que esse é o momento”, concluiu.

Após a abertura, o evento contou com uma serie de palestras sobre as linhas de créditos ofertadas pelo MTUR aos empreendedores do ramo.

Comunicação da Setur