Setur destaca capacidade limite de atrativos em Ubatuba

Setur destaca capacidade limite de atrativos em Ubatuba

Um dos principais atrativos de Ubatuba são suas belezas naturais, como praias, cachoeiras e mata atlântica preservada. Em alguns desses locais, existe um limite no número de pessoas que podem permanecer, seja por dia ou simultaneamente, como uma forma de manter o equilíbrio e gerenciar o impacto que a visitação causa.

De acordo com a Secretaria de Turismo de Ubatuba (Setur), continuam em vigor os limites de capacidade de carga turística tanto da Ilha das Couves como da Ilha Anchieta. Referente à Ilha das Couves, a capacidade é de 177 pessoas simultaneamente por faixa de horário (das 8h às 11h, das 11h às 14h e das 14h às 17h), somando um total de até 531 pessoas por dia. O transporte de passageiros é feito somente por operadores credenciados.

Já para a Ilha Anchieta, o limite é de 1020 pessoas. A Fundação Florestal faz a gestão do Parque Estadual Ilha Anchieta e informações podem ser obtidas pelo telefone (12)99615-3075 ou pelo e-mail pe.ilhaanchieta@fflorestal.sp.gov.br.

Quem desejar visitar o PEIA pode evitar filas, garantindo ingresso antecipado por meio do site. O transporte de barco até a Ilha Anchieta deve ser pago aos responsáveis das embarcações (é necessário contratar o serviço à parte).
O valor do ingresso ajuda a conservar o patrimônio histórico e natural da Ilha Anchieta.Link para os ingressos https://ilhaanchieta.ingressosparquespaulistas.com.br/home

Para as trilhas, tanto que estão dentro do PEIA como no município, que estão sob gestão da prefeitura, também existe limite de carga. Uma das maneiras de controle é o monitoramento da entrada de ônibus na cidade, cujo cadastro na Companhia Municipal de Turismo (Comtur) é necessário. O objetivo é evitar o impacto ao atrativo. Saiba mais sobre o ordenamento turístico em: https://www.ubatuba.sp.gov.br/noticias/fiscalizacao2712/. Vale lembrar que também são feitas ações de fiscalização.

É importante destacar, ainda, que para alguns atrativos a contratação do Guia ou monitor local é facultativa, porém, em área de Unidade de Conservação, como o Parque Estadual Serra do Mar – Núcleo Picinguaba, é obrigatório a contratação de monitor ambiental credenciado, para acessar, por exemplo o atrativo Cachoeira da Água Branca.

Existem, ainda, trilhas que são gerenciadas pelas Comunidades Tradicionais então, dependendo do passeio, também existe a exigência de contratação de agência, Guia regulamentado ou monitor credenciado. A profissão de Guia de Turismo é reconhecida em âmbito federal- lei 8623/93 e o exercício ilegal da profissão é crime, conforme artigo 47 do decreto de lei nº3688/41. Caso alguém seja flagrado nestas condições será conduzido à delegacia da cidade.

A contratação do profissional  permite que o passeio tenha mais segurança e menos preocupação, caso tenha um imprevisto que, sozinho, seria mais difícil de resolver – principalmente em passeios mais arriscados.

Especificamente o atrativo Trilha Pico do Corcovado, acessado tanto pelo Núcleo Santa Virgínia como pelo Núcleo Picinguaba do Parque Estadual Serra do Mar, está fechada para visitação desde o dia 30 de dezembro. A medida é uma consequência das condições meteorológicas.

Usuários que pretendam realizar a trilha do Pico do Corcovado pela entrada do Núcleo Picinguaba deverão obrigatoriamente fazer o agendamento prévio com Parque. O contato pode ser feito pelo telefone 12 3832-1397 (Escritório Regional da Fundação Florestal) ou pelo e-mail npicinguaba.agendamento@fflorestal.sp.gov.br. Já para o acesso pelo Núcleo Santa Virgínia, para obter mais informações é necessário entrar em contato pelos telefones (12) 3671-9159 ou 3671-9266 ou pelos e-mails nucleosantavirginia@gmail.com / pesm.santavirginia@fflorestal.sp.gov.br.

Chefe de Seção de Planejamento e Convenios
/* * VLibras */