VI Festival da Mata Atlântica e II Semana do Mar chegou ao fim com resultados positivos.

VI Festival da Mata Atlântica e II Semana do Mar chegou ao fim com resultados positivos.

Ubatuba, cidade do Litoral Norte de São Paulo, detém uma das maiores áreas contínuas do bioma Mata Atlântica, cuja alta biodiversidade, endemismo (quantidade de espécies que só existem neste bioma) e ameaçada de extinção, demandam esforços para sua proteção e uso sustentável.

Com o objetivo de estimular a conservação, difundir a informação sobre o tema e incentivar o turismo ecológico, aconteceu, de 27 de maio a 7 de junho, a Sexta edição do Festival da Mata Atlântica e a Segunda edição da Semana do Mar,  onde foram oferecidas diversas atividades acadêmicas, culturais, educacionais, turísticas e artística.

O VI FeMA  e II Semana do Mar é uma realização da Prefeitura Municipal de Ubatuba em parceria como o Projeto Tamar e o Aquário de Ubatuba, com apoio da Fundart, Comtur e mais de 30 parceiros, como  organizações não governamentais, instituições de ensino e empresas do setor privado.

Durante o festival foram comemoradas as principais datas relacionadas ao meio ambiente: no dia 27 de maio foi comemorado o Dia Nacional da Mata Atlântica. O dia 5 de junho foi marcado com as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente e 8 de junho, o Dia dos Oceanos.

Com uma programação diversificada, com oficinas, palestras, cursos, passeios ecológicos e shows, o festival foi gratuito e aberto ao público, tendo uma participação de aproximadamente 12 mil pessoas nos doze dias de evento.

A novidade desta edição foi a base central, instalada em praça pública, na orla da Praia do Itaguá na Praça Alberto dos Santos – “Praça da Baleia”. Além da tenda, as atividades ocorreram também nas instalações do Projeto Tamar, no Aquário de Ubatuba e nas Unidades de Conservação – PESM e PEIA

Na organização do evento, a Prefeitura contou com o apoio de voluntários do curso de Biologia da Faculdade Módulo, de Caraguatatuba. Os estandes da tenda foram ocupados por parceiros, como Projeto Tamar, Aquário de Ubatuba, Fundação Florestal, Casa do Artesão, SUP Ecológico, Artesanato dos índios guaranis, Gengibre de Ubatuba, Projeto Garoupa, Sala Verde, APPRU, Polícia Militar Ambiental e artistas das oficinas da FUNDART.

A programação durante a manhã e a tarde teve o cunho educacional. Em conjunto com a Sala Verde, da Prefeitura, foram atendidas mais de 1.500 crianças das escolas da rede pública municipal, que participaram de atividades de educação ambiental, artes, trilha sensorial e curso de observação de aves. Além disso, as atividades de educação ambiental incluíram também a alimentação interativa dos pingüins no Aquário de Ubatuba e as oficinas de papel reciclado e alimentação de tartarugas marinhas no Projeto Tamar.

No período da noite ocorreram palestras, mesas redondas, cursos de capacitação sobre diversas áreas pertinentes ao tema, como gestão do território, comunidades tradicionais, arquitetura sustentável, curso de observação de aves, turismo e meio ambiente, dentre outros, com uma grande participação do publico em geral, tendo uma média de 80 participantes por tema.

Paralelamente ao evento, ocorreu o Tropixel Mozila Global, desenvolvido pelo grupo Ciência Aberta de Ubatuba.

As atrações culturais e artísticas foram um diferencial nesta edição. Além das apresentações artísticas e culturais regionais como a Folia do Divino, o Grupo Concertada, grupo Ô de Casa, Fandango caiçara e banda Lira Padre Anchieta, contou também com apresentações da cantora Andreia Dias, que está se destacando no cenário nacional, do cantor Luiz Pereque e do Grupo Tarancón.

O Secretário de Turismo, João Corbisier, destacou que “muitos moradores e turistas participaram das atividades do evento, foi muito importante para demonstrar o potencial de Ubatuba no turismo ecológico, na conservação e uso sustentável da Mata Atlântica”.

De acordo com o Secretário de Meio Ambiente de Ubatuba, Juan Prada “a programação do VI Festival da Semana da Mata Atlântica e II Semana do Mar foi muito diversificada, com doze dias de atividades diversas na sua programação, durante os períodos da manhã, tarde e noite, conseguimos agradar e garantir a participação de diversos públicos“.

Segundo Hugo Gallo, do Aquário de Ubatuba, “este ano provamos a capacidade e força na união da coordenação e marca um novo momento para Ubatuba, tendo este evento com uma característica e identidade que faltava no município”.

O Prefeito Maurício Moromizato, no encerramento do evento, destacou a importância do mesmo e comunicou que a Prefeitura integrará o projeto que está sendo desenvolvido pela Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. No mesmo ato, assinou lei que visa proteger as cachoeiras do município.

Funcionario